Xique-Xique, Bahia

Figurinha fácil em qualquer lista de cidades com nomes curiosos do Brasil, o município baiano faz uma homenagem a uma espécie de cacto muito comum no semi-árido nordestino.

Situado às margens do Rio São Francisco e com 45 mil habitantes, Xique-Xique é um dos principais pontos para a circulação de mercadorias pela porção de caatinga do interior da Bahia, por conta de um porto fluvial.

Um artigo de um blog sobre plantas traz um pouco mais sobre os cactos do nordeste:

O xique-xique, juntamente com o cacto mandacaru, são os cactos mais típicos da “caatinga” do nordeste brasileiro. No norte da Bahia, à margem do Rio São Francisco, está a cidade de Xique-Xique, nome atribuído em homenagem a esta importante planta.

A cidade de Xique-Xique tem, aproximadamente, 45 mil habitantes, 170 anos de fundação e está distante 500 km de Salvador.

O cacto xique-xique tem importância fundamental no alimento de aves e animais, por fornecer frutos e hastes que são utilizadas na alimentação de animais de criação, como bois e cabras.

O fruto é comestível, saboroso. Da haste é feito um prato bastante comum na alimentação humana na região, chamado de “cortado de xique-xique”

(…)

O Xique-Xique aparece com grande destaque nos filmes sobre o “cangaço”, envolvendo Lampião e Maria Bonita.

Desde a fundação do distrito, em 1714, até 1944, quando já era município, grafava-se “Chique-Chique”. Não descobrimos a razão da mudança.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s